IV Simpósio Brasileiro de Tecnologia da Informação - SBTI


O SBTI 2015 é um evento com foco em Sistemas de Informação, Tecnologia da Informação e Gestão da Informação sob uma visão multidisciplinar, envolvendo campos de conhecimento onde a informação e as tecnologias sejam pesquisadas de forma complementar, tais como: Administração, Ciência da Computação e Ciência da Informação. O SBTI também visa reunir acadêmicos e profissionais de mercado e governo experientes, que se encontrem envolvidos em questões de investigação de alto nível da área, assim como em inovações tecnológicas e em práticas profissionais que busquem respostas aos desafios emergentes no campo das tecnologias digitais.

A temática deste ano abordará a chamada Internet das Coisas (Internet of Things), que tem movimentado comunidades em todo o mundo para entender quão sofisticado poderá ser o tratamento das comunicações e interações sócio organizacionais e de pessoas, no futuro. Os resultados esperados do evento traduzirão um aumento da compreensão de humanos e não humanos em uma rede de interação efetiva no tecido social.

Inscrições e submissões de trabalhos em: http://sbti2015.com.br/

Fonte acessohot

Gostou? Compartilhe nas redes sociais


Ajude a divulgar o nosso trabalho, curta a página do blog no facebook rapidinho!

Onde comprar livros de Biblioteconomia?



Acesse o site e confira http://www.livrosdebiblio.com.br/

Gostou? Compartilhe nas redes sociais


Ajude a divulgar o nosso trabalho, curta a página do blog no facebook rapidinho!

Cearenses criam aplicativo que promove venda, troca e doação de livros


Começo de ano é sempre a mesma coisa. Pais e mães buscam uma forma de adquirir o material escolar dos filhos com um preço mais acessível. Para driblar os altos preços das livrarias, é comum a prática de troca de livros. Há feiras que promovem essa troca, além da venda de livros usados. No período da faculdade a preocupação é maior, porque os livros universitários costumam ser mais caros que os de ensino fundamental e médio. Como cearense busca solução para tudo, um aplicativo foi criado para venda, troca e doação de livros.
Apesar de ser advogado, o cearense Raphael Ribeiro sempre gostou da área de educação, e como estudante também já passou por dilemas para encontrar um livro que precisava, assim como possuía vários livros na estante que, para ele, não tinham mais utilidade. Pesquisando, notou que não existia nenhuma iniciativa de acordo com a sua proposta. “Eu criei o Yzye para minimizar custos e dar utilidade aos livros que estão esquecidos na prateleira”, explica.
Depois de elaborar a ideia, consultou o desenvolvedor de aplicativos Leão Bicalho, também cearense, para criar o app. E por último, o holandês, Reyndert Coppelmans, que já havia criado uma startup, entrou para o projeto para dar consultoria e aprimorar a ideia. O aplicativo foi lançado no dia 14 de agosto para as plataformas Android e iOS, e já possui cerca de 100 usuários, distribuídos em vários estados do Brasil como Fortaleza, Rio de Janeiro, Recife, Porto Alegre, Brasília e São Paulo.
Após se cadastrar, o usuário cria um anúncio onde especifica as informações sobre o exemplar, com fotos atuais sobre o estado de conservação do livro. O anúncio poderá ser compartilhado em e-mail e redes sociais como facebook, whatsapp e twitter, ampliando a visibilidade da oferta. As negociações são feitas através do bate-papo do próprio aplicativo, promovendo uma comunicação em tempo real. A venda e a entrega são acordadas entre as duas partes, o aplicativo permite apenas o contato de pessoas com interesses em comum. continue lendo AQUI
Fonte: tribunadoceara , AWBB


Gostou? Compartilhe nas redes sociais


Ajude a divulgar o nosso trabalho, curta a página do blog no facebook rapidinho!

Como organizar referências?

Quem trabalha no ramo da criatividade respira referência. Inclusive, é muito difícil separar os momentos em que começamos e que terminamos de olhar para qualquer coisa com olho clínico – tem vezes que contemplar o trabalho de um novo artista, ou usar um novo aplicativo, deixam de ser simples atividades e fazem a gente pensar de forma crítica, estimulando a vontade de usar o material novo como ponto de partida para uma nova ideia, ou provocando a necessidade imediata de logo compartilhar esse novo link com nossos colegas.
About-Illumine_illumine
Eu tenho  o hábito de compartilhar todas as coisas interessantes que vejo por aí entre os colegas, em grupos de discussão – desde video cases de marcas gringas, trabalhos de colegas do ramo, e até mesmo artigos que falem de assuntos bacanas. Mas esse compartilhamento serve apenas como uma lista de updates do momento, e não um banco organizado de informações. Uma boa saída é filtrar tudo de interessante que vemos e recebemos por aí de forma inteligente, e, sendo uma lista pessoal, nós podemos organizar as informações como nos sentimos mais confortáveis para usá-las no dia a dia.
Existem aplicativos que nos ajudam a fazer isso de forma esperta. Antigamente, eu costumava usar o bloco de notas do computador para guardar as referências da semana, colocando os links puros no arquivo, e separando a tarde de domingo, ou a manhã de segunda, para abrir um por um e reler. Hoje, com o uso de smartphones, tablets, e notebooks, não faz tanto sentido armazenar as informações em um arquivo estático em um único lugar. Com a nuvem nós podemos guardar as informações na hora em que temos o primeiro contato e consulta-las de qualquer dispositivo com acesso a internet. E alguns aplicativos fazem uso desse recurso de forma louvável. Basta usá-los com sabedoria.

Classificando suas informações

Antes de começar a usar qualquer software que vai te ajudar a guardar as referências, é bom ter em mente qual a maneira que fará sentido para você classificá-las. Em Arquitetura da Informação nós chamamos isso de tagueamento, ou seja, é importante usar tags para etiquetar os links, imagens, vídeos, whatever, que você for juntar. Depois de um tempo, quando você estiver no meio de um projeto sobre determinado tema,essas tags vão te ajudar a encontrar as referências corretas quando você precisar. 
Você pode usar tags de várias formas: por temas, por autoria, por tipo de mídia, por nome da marca, por nome do site, por área. Por exemplo, ao guardar o link desse artigo que você está lendo, eu o taguearia com as palavras-chave “organização”, “utilidade”, “aplicativos”, “sugestão”, “informação”, “livead” ou “ler depois”. Se eu fosse guardar esse link, que é uma notícia informando a mostra de filmes do Tarantino no SESC Consolação, eu usaria: “cinema”, “gratis”, “quarta”, “tarantino” e “sesc”.

Tags são artifícios muito pessoais, e muito úteis, com o tempo você vai descobrir qual a maneira de usá-las que faz mais sentido para você: o importante é não deixar de usá-las.

Aplicativos

Abaixo fiz uma lista de sugestões de aplicativos que podem lhe ajudar a organizar as referências. Eles se organizam de formas diferentes estruturalmente, mas todos cumprem um único objetivo: organizar sua vida. Há uma classificação e uma pequena ficha para cada um. Enjoy.
Evernote – http://evernote.com
evernote
Ele guarda absolutamente qualquer tipo de midia que você precisar, até audio. Útil para qualquer profissional e disponível para uso em toda e qualquer plataforma ou sistema operacional. Tem gente que consegue usa-o como to-do list ou agenda, mas ele é bem mais do que isso. Ele tem um sistema de tagueamento inteligente, e permite que você crie listas de referência compartilhadas. Também tem uma API que faz com que interaja com outros aplicativos, caso você queira criar algo novo com os recursos que ele traz.
Eu uso muito o add-on de Firefox do Evernote, porque basta eu clicar com o botão direito em qualquer lugar da página onde eu estou e clicar em “adicionar ao evernote” que ele guarda o link da página, e abre uma box flutuante – bonitona – que permite que eu tagueie o link na hora. No meu celular, Android, eu uso o botão ‘compartilhar’ em qualquer lugar do telefone e clico no ícone do Evernote e ele guarda a informação para mim. Depois fica tudo acessível ao logar na minha conta, em qualquer navegador.
Disponivel: Todos os dispositivos.
Licença: Freemium

Google Keep – https://drive.google.com/keep
google-keep
Lançamento fresquinho da Google em 2013, ainda pouco usado, ele funciona de modo similar ao Evernote, mas com duas diferenças, uma boa e outra ruim: a boa é que ele pode ser sincronizado com o Google Drive (no meu caso, que uso o Drive para tudo na vida, é melhor porque centraliza tudo em um único login), a ruim é que ele ainda não funciona em todas as plataformas que eu uso (por exemplo, meu navegador é o Firefox, mas ele só roda em Chrome por enquanto; enquanto que quem usa iPhone também vai ter que esperar um pouco para a versão para esse sistema). Entretando, vale o teste.
Disponivel: Google Drive, Chrome e Android.
Licença: Free.
instyapaper3
Um aplicativo incrivelmente simples. Ele tem cara de antigão – e é -, mas não deixa nada a desejar. Você cria uma conta do modo mais simples possível, cadastrando um email e digitando uma senha (apenas uma vez!), e depois é só arrastar o botãozinho “Read later” que ele gera na tela para os favoritos do seu navegador – e você pode repetir isso em todos os dispositivos em que ele opera. Depois disso, qualquer link que você abrir no seu navegador, você pode clicar nesse botão nos bookmarks e acessar o link mais tarde pela sua conta no Instapaper. Ele ainda tem uma API onde desenvolvedores podem fazê-lo conversar com outros aplicativos – inclusive, ele aceita import de feeds como o Feedly, e conversa com o Twitter e o Facebook. Animal.
Disponivel: Mac, Windows, Linux, Kindle, iPad, e iPhone.
Licença: Free

Listography – http://listography.com/
listography
O app mais oldcshool que você vai encontrar por aí. Com um visual bem 2001, você pode usá-lo no seu site original ou com o aplicativo para iPhone, e só. Eu acho legal porque ele tem ares de rede social, e lembra aqueles questionários que usávamos nos anos 90, onde escrevíamos sobre nossos gostos para nossos amigos. Ele serve basicamente para você organizar listas, e só isso. Não é tão prático quanto os anteriores, mas vale pela diversão. Escrevi sobre ele de modo mais detalhado aqui, e ele é ótimo para fazermos to-do lists ou wishlists.
Disponível: Web, iPhone.
Licença: Free
Fonte: nessaguedes

Gostou? Compartilhe nas redes sociais


Ajude a divulgar o nosso trabalho, curta a página do blog no facebook rapidinho!

VOCÊ SABE PARA QUE SERVE ESSE FURINHO DA CANETA?

Muitas coisas são feitas e o motivo nem sempre sabemos para que é. As fabricas em sua maioria não especificam qual a utilidade de todos os acessórios que colocam em seus itens. Mas ainda assim eles têm a sua devida finalidade.
As canetas BIC são as mais usadas no mundo e provavelmente são as mais conhecidas. Simples e de valor bem acessível, o design da caneta é simplesmente inconfundível. Mas, apesar de ser um dos modelos mais simples de caneta, não deixa de ter uma pequena parte que nem sempre se sabe o seu uso.
Sua função provavelmente já foi questionada em seu pensamento e, não é algo muito complexo. O que acontece é que para que a tinta não vaze pela parte contraria ao bico, é necessário acrescentar esse furo ao tubo exterior, assim, o ar que estaria causando pressão não faz com que a caneta “estoure” vazando sua tinta para fora e causando acidentes.

Não é interessante como um pequeno furo possa ser responsável por evitar acidentes com a tinta da caneta?

Fonte: blogverdadeouconsequencia

Gostou? Compartilhe nas redes sociais


Ajude a divulgar o nosso trabalho, curta a página do blog no facebook rapidinho!

BILL GATES CONVOCA BIBLIOTECÁRIOS


Estão abertas as inscrições para o programa International Network of Emerging Library Innovators (INELI) promovido pela Fundação Bill & Melinda Gates com o objetivo de construir redes de líderes de bibliotecas, equipado com habilidades e experiência no desenvolvimento de serviços à comunidade inovadora. O Centro de Desenvolvimento Regional do Livro na América Latina e no Caribe (CERLALC), com o colaboração Germán Sánchez Ruipérez é responsável por a implementação do programa na América Latina.
Os participantes selecionados e que atuam somente em bibliotecas públicas, receberão formação especializada através de uma plataforma virtual em matérias como gestão e adaptação à mudança, inovação e liderança. Também terão suporte para o desenvolvimento e implementação de projetos em bibliotecas O primeiro encontro será realizada em junho deste ano em Madrid, Espanha, enquanto o segundo está previsto para os meses de março, abril ou maio, em Bogotá, em 2016.
As inscrições serão realizadas até o dia 22 de abril de 2015 as 23:59 (hora da Colômbia) através do envio de uma carta de solicitação (modelo no edital) para o email ineli@cerlalc.org .
Link para o Edital
http://cerlalc.org/wp-content/uploads/2015/03/Convocatoria-Ineli-Iberoam...
Fonte biblionuvem

Gostou? Compartilhe nas redes sociais


Ajude a divulgar o nosso trabalho, curta a página do blog no facebook rapidinho!

Biblivre IV: apresentação e divulgação do software livre para gestão e automação de bibliotecas



BIBLIVRE enfatiza as rotinas e sub-rotinas dos principais procedimentos realizados em bibliotecas, tais como:
  • A busca e a recuperação da informação;
  • A circulação, mediante o controle do acesso para consulta, a reserva, o empréstimo e a devolução de exemplares do acervo;
  • A catalogação de material bibliográfico, de multimídias e objetos digitais, inclusive com controle de autoridades e de vocabulário, e a transferência de registros entre bases de dados;
  • O controle do processo de aquisição de novos itens para o acervo.
A interface de administração do BIBLIVRE ainda permite a gerência da tipologia de usuários, das permissões de acesso e uso do sistema, das configurações do servidor Z39.50 e das características do programa.
A manutenção do sistema prevê a reindexação das bases de dados e a geração de cópia de segurança.
Há uma relação de relatórios pré-formatados disponíveis para impressão ou gravação gerados pelo sistema.
O programa é, sem dúvida, uma grande contribuição tecnológica alinhada com a filosofia do software livre, que vem ampliando seu espaço diante do software de código fechado.
BIBLIVRE proporciona, ainda, a inclusão digital, uma vez que muitas bibliotecas públicas brasileiras não estão informatizadas, por questões técnicas e financeiras, e a maior parte de seus usuários finais não está familiarizado com os recursos das tecnologias atuais, existentes nas bibliotecas mais modernas do mundo.
Criado em 2005, atualmente o programa está em sua Versão 3.0.23 Para saber mais sobre o desenvolvimento do BIBLIVRE, leia o histórico.
Clique para conhecer os recursos do programa e os pré-requisitos de instalação.

Gostou? Compartilhe nas redes sociais


Ajude a divulgar o nosso trabalho, curta a página do blog no facebook rapidinho!

Keepsolutions quer ouvir as sugestões dos utilizadores do software Koha



Nos dias de hoje, a gestão de bibliotecas e centros de documentação é muito mais do que a disponibilização de um catálogo na Web. Um sistema de gestão de bibliotecas deve permitir promover os seus conteúdos, conhecer os seus utilizadores e disponibilizar serviços que levem a biblioteca até aos seus leitores estendendo-a para além do seu espaço físico.

O software Koha é uma solução open-source para gestão integrada de bibliotecas. Este software é composto por vários módulos dando suporte a todas as atividades realizadas no contexto de uma biblioteca: catálogo em-linha (OPAC), catalogação, gestão de autoridades, circulação, gestão de utilizadores, aquisições, periódicos, relatórios, administração e ferramentas.

O Koha está traduzido em cerca de 100 idiomas, incluindo o português, e encontra-se implementado em mais de 900 instituições em todo o mundo.


RESPONDA O INQUÉRITO, POR FAVOR!
http://www.keep.pt/inquerito-koha/


Gostou? Compartilhe nas redes sociais


Ajude a divulgar o nosso trabalho, curta a página do blog no facebook rapidinho!

Workshop nacional sobre o Koha, participe!



O workshop sobre o Koha, se realizará no dia 06 de junho de 2014 no Grande Auditório do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), em Lisboa.

Nesta Era Informacional, recheada de reformas, não há nada que fique apático à mudança. Em vez de software fechados ao progresso, permutamos para soluções de software open-source. O Koha é o software open-source mais utilizado do mundo para gestão integrada de bibliotecas. De bibliotecas tradicionais caminhamos para bibliotecas digitais, mais próximas dos seus utilizadores, em busca do conhecimento e de uma sociedade livre de iliteracia.

A KEEP SOLUTIONS faz parte da comunidade Koha, onde contribui diariamente para a sua evolução, tornando-o numa solução alternativa e de elevado potencial para a gestão de médias e grandes bibliotecas.

A participação é gratuita mas prevê uma inscrição obrigatória.

As inscrições estarão abertas até ao dia 1 de junho de 2014.

O programa do workshop pode ser acedido em: http://www.keep.pt/wp-content/uploads/2014/04/Programa_2da_Workshop_Koha.pdf



FAÇA SUA INSCRIÇÃO AQUI

Gostou? Compartilhe nas redes sociais


Ajude a divulgar o nosso trabalho, curta a página do blog no facebook rapidinho!

Conheça a Biblioteca do História Lecionada: Centenas de livros de História em PDF

Nós, historiadores, estamos sempre em busca de bibliografias para pesquisas e aprofundamentos. Por ora, a dificuldade de achar alguns livros e o preço alto de outros faz com que tenhamos que recorrer aos livros virtuais em arquivo PDF. Por isso , o História Lecionada mantém uma biblioteca com dezenas de historiadores e pesquisadores em geral com livros digitalizados para download gratuito. Eric Hobsbawm, François Dosse, Peter Burke, Caio Prado Jr, Gilberto Freyre, Émile Durkheim dentre tantos outros.

Além do mais pedimos que, caso tenha obras digitalizadas, envie para nós. Assim, podemos compartilhá-las com os demais colegas historiadores

Acesse a biblioteca do site - Google Drive
Acesse a biblioteca do site – Google Drive

Fonte historialecionada

Gostou? Compartilhe nas redes sociais


Ajude a divulgar o nosso trabalho, curta a página do blog no facebook rapidinho!

Empresa lança "Google Translate" para surdos



A ProDeaf anunciou nesta segunda-feira (10) uma nova versão do seu aplicativo traduções entre português e Libras (Língua Brasileira de Sinais). O WebLibras é um software destinado a editores de sites capaz de traduzir todo o conteúdo para leitores surdos.

A nova ferramenta pode ser utilizada por qualquer pessoa ou empresa que deseje tornar seu site ou blog acessível em Libras, que é o segundo idioma oficial do Brasil. O software está sendo disponibilizado gratuitamente, por tempo limitado, para blogs pessoais e algumas ONGs.

"O WebLibras é uma maneira rápida e econômica que oferecemos para as pessoas e empresas que entendem a importância de falar com a imensa população de pessoas surdas e com deficiência auditiva que temos hoje no Brasil", afirma Flavio Almeida, diretor do ProDeaf, lembrando que a Libras é utilizada por mais de 5 milhões de brasileiros.

O novo software funciona como uma espécie de Google Translate, em que o texto selecionado é traduzido em tempo real, automaticamente. Ao navegar em um site que tenha a ferramenta, basta o internauta clicar sobre o símbolo internacional de surdez (uma orelha azul cortada por um traço branco) para ativar o recurso. A partir daí, uma janela se abre com um avatar em 3D, que fará a tradução do texto selecionado pelo internauta.

Para facilitar a implementação do WebLibras, o ProDeaf desenvolveu um plug-in que pode ser facilmente instalado em um site pelo próprio administrador da página. "Não é preciso nenhum grande conhecimento técnico", assegura Almeida.

O WebLibras é temporariamente gratuito para sites pessoais e blogs que realizem até mil traduções por mês. Para endereços que realizem entre mil e 10 mil traduções mensais, é cobrada uma mensalidade de R$ 1.000. E, para empresas maiores, cujas páginas na web demandem mais de 10 mil traduções ao mês, o ProDeaf faz propostas específicas para cada caso.

"Cada vez que um visitante clicar numa frase e ela for traduzida pelo Artur, será incrementada a contagem. Ou seja, se um site tem 100 páginas, ou apenas cinco, não faz diferença. O que importa é quantas traduções foram realizadas. O cliente do WebLibras terá uma área restrita (Painel de Acesso) através do qual ele (o administrador do site) poderá visualizar o número de tradução es executadas no último mês."

A ferramenta, que utiliza tecnologia ProDeaf de tradução, permite que as traduções sejam melhoradas manualmente em seções específicas do site para se atingir um grau ótimo de comunicação.

Fonte administradores.com.br

Gostou? Compartilhe nas redes sociais


Ajude a divulgar o nosso trabalho, curta a página do blog no facebook rapidinho!

Biblioteca Nacional abrirá concurso para vagas que pagam até R$ 4.200


A organizadora do concurso que será promovido pela Fundação Biblioteca Nacional (FBN) deve ser anunciada na segunda semana de março, logo após o carnaval, segundo responsáveis pelo setor de recursos humanos do órgão. A expectativa é de que, uma vez anunciada a banca, o cronograma do concurso seja definido de forma bastante rápida, para que o edital seja publicado ainda em março.
A oferta será de 40 vagas de nível superior, sendo 20 para o cargo de bibliotecário e 20 para técnico em documentação. A remuneração inicial é de aproximadamente R$ 4.200 para as duas carreiras, ambas com lotação somente para o Rio de Janeiro.
O concurso vem sendo aguardado desde setembro, quando autorizado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), com prazo para liberação do edital até março.
Entre as responsabilidades da Biblioteca Nacional estão preservar, atualizar e divulgar uma coleção de mais de 8 milhões de peças, que teve início com a chegada da Real Biblioteca de Portugal ao Brasil e cresce constantemente, a partir de doações, aquisições e com o depósito legal.

O edital deve ser lançado já em março.

Fonte: Com informações do Jornal de Concursos


Gostou? Compartilhe nas redes sociais


Ajude a divulgar o nosso trabalho, curta a página do blog no facebook rapidinho!