Mais de 500 milhões de usuários: Facebook, Motivo de Sucesso.

Por Andreonni M. Di Lorenzo
Acesso hot

Mais de 500 milhões de usuários: Facebook, Motivo de Sucesso.

O Facebook pode, sim, ter sugido na hora certa, no lugar certo. Mas é claro que, para reunir 500 milhões de pessoas, o site de relacionamentos também tem seus méritos. De Franco acredita, por exemplo, que o visual fácil e amigável da página é um dos principais responsáveis pelo efeito exponencial do crescimento na quantidade de usuários. “Quanto mais pessoas estiverem lá, mais você vai precisar dele e maior será sua utilidade. Foi assim com o telefone e com o fax, por exemplo.” Ele afirma ainda que essa interface atrativa permitiu o desenvolvimento de aplicativos de uso muito fácil.
·         Reprodução
Mark Zuckerberg, criador do Facebook, é eleito personalidade do ano de 2010 pela revista Time
Apesar de o Facebook ter a posse dos dados dos usuários, Luiz Algarra lembra que o site interage com outras redes [caso do Twitter e Linked In], aumentando de forma natural a lista de contatos dos internautas. “O Facebook percebeu que, para crescer, teria de chamar os irmãos mais velhos. E fez isso de forma rápida”, diz o especialista.
Rapidez também é o adjetivo usado por Raquel Recuero, professora e pesquisadora do programa de pós-graduação lingüística da Universidade Católica de Pelotas, para descrever a forma como Mark Zuckerberg abriu seu site para aplicativos de terceiros (com isso, desenvolvedores puderam criar ferramentas como “Farmville”, “Causes”, “Phrases”, “Que coisa de pobre você adora?” e outras -- mais ou menos úteis). Já populares na época dessa abertura, Orkut e MySpace não permitiam esse tipo de contribuição.
Por conta dessa iniciativa e de outras do tipo, Algarra acredita que Mark Zuckerberg soube bem como analisar o momento presente das redes sociais – refletido na adoção de uma estrutura parecida com a do Twitter, por exemplo, já tão bem aceita. “Ele faz direitinho uma ferramenta adequada para o tempo dele. Ele sabe o que está fazendo e chama pessoas parecidas para trabalhar”, define. “Isso não faz dele, no entanto, alguém que enxergue na frente, como é o caso de Steve Jobs.”
UOL – Tecnologia.

Um comentário até o momento, comente você também!.

  1. Anónimo says:

    Fodastico!
    Eu é que queria trabalhar em lugar desses, nao pelo salario, mas por falta de gente pra te moer o saco.
    Otimo vocês terem dado espaço para este tipo de informaçao. Bacana a matéria.

Deixe seu comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...